Tradutor

Bolsa de Lisboa

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Portagens na A22,A23,A24 e A25 entram em vigor a 8 de Dezembro

A LEI DO QUERO, POSSO E MANDOU, GANHOU!.
MAS ATÉ QUANDO?

Foi hoje publicado o Decreto-Lei n.º 111/2011 do Ministério da Economia e do Emprego que sujeita os lanços e sublanços das auto-estradas SCUT do Algarve, da Beira Interior, do Interior Norte e da Beira Litoral/Beira Alta (A22,A23,A24 e A25) ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores.
O Decreto-Lei estabelece as isenções e descontos cujo regime será alterado, abrangendo menos situações, a partir de 1 de Julho de 2012 (“(…) A partir de 1 de Julho de 2012, a aplicação do regime de isenções e descontos previsto no artigo 4.º manter-se-á apenas para as auto -estradas referidas no artigo 3.º que sirvam regiões cujo produto interno bruto (PIB) per capita regional seja inferior a 80 % da média do PIB per capita nacional. (…)”").
O decreto-lei define também a fórmula de atualização automática do valor das portagens, indexado ao Índice de Preços no Consumidor, atualização essa que deverá ocorrer já, pela primeira vez, em Janeiro próximo. O valor de referência é neste momento de aproximadamente 0,082€ por quilómetro (ligeiros de passageiros).
Note-se que está também previsto a forma de arredondamento e a possibilidade de mudarmos de sistema monetário, passamos a citar:
” (…) As taxas são arredondadas para o múltiplo de € 0,05 mais próximo ou outro que, por acordo entre o Concedente e a Concessionária, melhor se adeqúe ao sistema monetário em vigor.”

Diário da República em baixo



sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Portagens nas SCUTS com diploma aprovado


Para aqueles que por momentos acreditaram que Cavaco Silva, não iria promulgar o diploma que visa a falência de inúmeras empresas, com o natural aumento do desemprego, a precariedade  para aqueles que se mantiverem ou vierem a ter um novo emprego, mas sobretudo para a morte de todo o interior com especial incidência na Cova da Beira, onde a pobreza é manifesta em relação à média Nacional, ENGANOU-SE!.

Cavaco promulgou o diploma que visa portajar as SCUTS, no passado dia 16 de Novembro, mas só hoje deu conhecimento público, acossado que foi por um jornal diário.Não quis ele Cavaco dar conhecimento logo na data pois estava preso às palavras ditas em Castelo Branco no passado 10 de Junho, onde afirmou que o Interior deveria ser alvo de uma descriminação positiva nas medidas de austeridade que aí vinham. Palavras leva-as os vento. Este presidente, ( o pior Presidente da República que Portugal conheceu desde que foi implantada a Democracia em 25 de Abril de 1974) apenas consegue elaborar discursos, porque na prática revela-se um homem mau, com íntimo mau e que não se coíbe de praticar o mal para os mais desfavorecidos em favor dos que tudo têm. 

Cavaco Igualzinho a Salazar

Não sei se o diploma foi promulgado tal qual o governo PSD+CDS+TROIKA com o apoio envergonhado do PS o enviou para Belém ou se foi sujeito a uma qualquer alteração, isso só o saberemos com a publicação em Diário da República.  No entanto alerto para o facto de, se não houve qualquer alteração, nós que estamos muito abaixo do nível de vida da média nacional iremos pagar mais do que se paga na A1 auto-estrada que liga Lisboa ao Porto.
O Pai do monstro como já alguém lhe chamou, mostrou uma vez mais, que ele mesmo é um autêntico monstro que dá cobertura a um governo que decidiu fazer o funeral antecipado de toda um região.
Portugal serviu-se dos dinheiros comunitários para construir estas infraestruturas, com o objectivo claro de desencravar as populações do Interior e agora volvidos uns quantos anos, obrigam esta população a pagar os seus desvarios financeiros.
Cavaco alinha ao lado do governo TROIKA, fazendo as populações do interior pagar uma dívida que foi contraída por particulares, casos do BPN e BPP, no lugar dos meter na cadeia e fazê-los pagar. Milhares de empresas já faliram neste País e muitas mais irão pelo mesmo caminho e nunca o Estado fez peditórios para pagar o défice destas nem tão pouco pagar aos milhares e milhares de trabalhadores que ficam sem os seus ordenados, provocados por essas mesmas falências.
Vivemos numa encruzilhada de crise provocada pelo grande capital, que obriga uma vez mais e como sempre o Povo trabalhador a passar privações.
Estou descontente com os números atingidos ontem na greve geral, esperava mais sobretudo dos funcionários públicos, mas entendo.
É exigível que todos nós tenhamos uma participação activa na vida pública, temos de dar uma resposta clara e inequívoca aos atentados que estão a ser cometidos contra o Povo Português e a tentativa mais ou menos visível de colocar a Democracia em causa.
Não nos calaremos, e tudo faremos para que as medidas de empobrecimento do País protagonizadas pelo governo com o ámen do Cavaco não vão por diante.

 

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Subsídio de Natal pode ter corte superior a 50%.


O corte no subsídio de Natal pode ser superior a 50%.
Exemplos dos professores (mas também se pode aplicar noutros casos)
A “coisa” explica-se assim:

O que o actual Governo criou, pela Lei 49/2011, de 7 Setembro, foi um imposto extraordinário de 3,5%, que incidirá sobre todos os rendimentos obtidos em 2011 a incluir na declaração de IRS que será entregue em 2012. São assim abrangidos os rendimentos provenientes do trabalho por conta de outrem e independente, prediais, de pensões e de mais-valias. De fora, ficam os rendimentos de capitais, como juros de depósitos e dividendos de acções, etc.
Os trabalhadores por conta de outrem, dos sectores público e privado, e os pensionistas terão de pagar adiantadamente este imposto: parte do seu subsídio de Natal será automaticamente retida pelas entidades que o pagam e entregue ao fisco até 23 de Dezembro – o corte no subsídio de Natal é apenas uma antecipação do imposto extraordinário de 3,5%. Mais tarde, com a entrega da declaração de IRS, será feito o acerto.  

Veja-se o caso de um casal de professores, ambos no 5º escalão, sem filhos e considerando apenas os seus salários, sem outros eventuais rendimentos:

Valor retido no subsídio de Natal, como pagamento antecipado do imposto – 926,00 € [463,00 € de cada membro do casal]
Valor efectivo do imposto de 3,5% criado pelo Governo – 1.331,60 € [para os rendimentos do casal]
Acerto a fazer no IRS - 405,60 € a pagar na liquidação do IRS, em 2012  [1.331,60 € - 926,00 € ]

Ou um casal de professores, ambos no 3º escalão, sem filhos e considerando apenas os seus salários, sem outros eventuais rendimentos:

Valor retido no subsídio de Natal, como pagamento antecipado do imposto – 838,58 € [419,29 € de cada membro do casal]
Valor efectivo do imposto de 3,5% criado pelo Governo – 1.064.30 € [para os rendimentos do casal]
Acerto a fazer no IRS – 225,72 € a pagar na liquidação do IRS, em 2012  [1.064.30 € - 838,58]

Por tudo isto Adere à Greve Geral amanhã dia 24 de Novembro.

Greve Geral de 24 de Novembro

Amanhã é dia de Luta contra a Politica Capitalista que nos está a sufocar.
Adere à Greve Geral. 

Visualiza este video que mostra e prova pelo menos 24 razões para aderires à Greve de 24 de Novembro.





Benfica Sempre!

O ex-vocalista dos Pólo Norte Miguel Gameiro é um benfiquista ferrenho, e aceitou o convite do Benfica para escrever uma música oficial para as "águias". O tema, que foi lançado na passada 2ª feira 21 de Novembro, chama-se "Benfica Sempre".
Publico hoje por causa do jogo de ontem em Manchester.

Se és Benfiquista então ouve com som bem alto.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Alberto João Jardim goza com o Povo Português !?


Mas será que ninguem pára Alberto João Jardim?
Enquanto o Governo da República saca do bolso o pouco que os trabalhadores têm, este senhor não se poupa a esforços para gozar connosco.
Sócrates foi obrigado a demitir-se, assim como Berlusconi. Então não se pode despedir com justa causa, um homem que tanto mal está a fazer à nação?








sábado, 19 de novembro de 2011

Santa Casa da Misericórdia da Covilhã segue pisadas da TROIKA

Dr. Carlos Casteleiro
A Santa Casa da Misericórdia da Covilhã está à beira da falência dizem os responsáveis e que acredito, à luz do que tem sido noticidado. Dizem que nesta altura já quase não há dinheiro, mas por culpa de quem?. O novo provedor que tomou posse há puco mais de uma semana já tem a receita, e sem pastenejar, resolve seguir as pisadas da TOIKA e do governo Português e faz pagar a factura pelos que trabalham e produzem riqueza, corta-se nos salários e resolve-se o problema. Para já, e numa medida drástica os trabalhadores da instituição não irão receber os Subsidios de Natal a que têm direito, isto é mudam-se as regras do jogo a mais ou menos quinze dias do fim do prazo para pagamento. Depois, diz o provedor, teremos de cortar mais ou menos 10% nos ordenados. Será que nunca encontram soluções para além das que servem únicamente para prejudicar quem ganha o seu salário de forma honesta que é trabalhando?
A Santa casa é uma instituição necessária à nossa cidade e que merece o carinho de todos nós, mas não se devia fazer uma auditoria exaustiva e condenar os responsáveis por esta situação?
Onde isto vai parar?

Sporting da Covilhã Solidário com filho de Carlos Martins


Os jogadores, equipa técnica e dirigentes do Sporting da Covilhã, clube da nossa Cidade, vão terça-feira tornar-se dadores de medula óssea, em solideriedade com o filho de Carlos Martins Jogador do Benfica entretento emprestado ao clube Espanhol Granada.
Uma equipa do Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão desloca-se terça-feira ao Complexo Desportivo da Covilhã, para o efeito.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Covilhã: Latada UBI 2011

Fica aqui para a posteridade um dos vídeos da latada da UBI, Universidade da Beira Interior do passado dia 7 de Novembro de 2011

Aos alunos desejo neste momento de profunda crise económica, muito estudo para sucessos futuros.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Portagens na A23: Empresários do Interior pedem audiência ao Presidente da República.

O movimento Empresários pela Subsistência do Interior (ESI), que se opõe às portagens nas autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT), anunciou hoje ter pedido uma audiência ao Presidente da República, com quem quer debater o assunto.
O pedido de audiência surge depois de Cavaco Silva ter pedido esclarecimentos ao Governo sobre o diploma que recebeu no dia 20 de outubro para promulgação e que visa a introdução de portagens nas SCUT.
Em causa está a cobrança a quem passa nas autoestradas do Algarve (A22), da Beira Interior (A23), do Interior Norte (A24) e da Beira Litoral/Beira Alta (A25).
Nos termos constitucionais, o Presidente da República dispõe de 40 dias para decidir e o movimento pretende aproveitar a oportunidade para o sensibilizar, “como última reserva, para travar a implementação de portagens”.
O pedido de esclarecimentos [de Cavaco Silva] ao Governo “é motivo mais que suficiente, para pedir uma audiência” ao Chefe de Estado, disse o porta-voz do ESI, Luís Veiga.
Os empresários pretendem demonstrar a Cavaco Silva que a criação de portagens é uma “operação de branqueamento de capitais que beneficia as concessionárias das SCUT, porque os aditamentos contratuais são altamente penalizadores para o erário público”, sublinhou Luís Veiga.
Pretendem também reafirmar as conclusões de um questionário a empresas do interior, revelado em fevereiro, “que demonstra os impactos negativos para o tecido económico regional”.
Segundo o estudo, pelo menos 50 empresas da Beira Interior previam despedir pessoal e cinco até podem fechar portas ou mudar-se para Espanha, caso sejam cobradas portagens nas A23 e A25.
De acordo com Luís Veiga, o núcleo duro do movimento engloba cerca de 50 empresários dos distritos de Castelo Branco e Guarda e respetivas associações de empresas, defendendo os interesses de cerca de 8.000 firmas.
O grupo foi criado no início do ano para lutar contra a introdução de portagens nas autoestradas A23 (Torres Novas – Guarda), A25 (Aveiro – Vilar Formoso) e A24 (Viseu – Chaves).

LFO (MP/CSJ).
Lusa/fim





quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Guia TDT - Televisão Digital Terrestre

Julgo oportuno abordar este assunto, e destacar alguma informação útil, nomeadamente a que possa evitar dúvidas e autênticas burlas que se vêm praticando um pouco por todo o País.

Fica aqui o comunicado da Anacom, para que não se deixe enganar.





quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Desilusão com este século

Quino, o cartonista argentino autor da Mafalda, desiludido com o rumo deste século no que diz respeito a valores e educação, deixou assim impresso o seu sentimento.