Tradutor

Bolsa de Lisboa

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

António Preto acusado de comprar votos a 25 euros no PSD

Aqui está o rigor a seriedade a postura e a verdade!

16.09.2009 - 20h00 PÚBLICO


Os deputados social-democratas António Preto e Helena Lopes da Costa surgem implicados num processo que envolve a compra de votos no seio do PSD. Segundo a revista Sábado, nas disputas internas havidas nos últimos anos no partido laranja houve quem comprasse votos a militantes angariados em bairros sociais.
 
Segundo as denúncias feitas àquela revista por militantes e ex-militantes do PSD, nas eleições para a direcção nacional e para a distrital de Lisboa houve quem comprasse votos por 25 e 30 euros para melhorar o resultado eleitoral de um determinado candidato.
 
As fontes ouvidas pela Sábado acusam os deputados António Preto e Helena Lopes da Costa de terem dado cobertura a estas práticas, quando tiveram poder ou influência na distrital de Lisboa. Refira-se que ambos entraram nas listas do PSD na quota de Manuela Ferreira Leite, sob fortes críticas por estarem implicados em processos judiciais.Os visados desmentem os factos à Sábado.
 
A Sábado lembra que as principais secções do PSD na distrital de Lisboa duplicaram de militantes com quotas pagas entre 2002 e 2008. A secção “E” terá sextuplicado os filiados e, ainda segundo a revista, uma das estratégias de angariação de inscritos no PSD passa pela contratação de avençados em juntas de freguesia que, para manterem os empregos, têm de garantir a manutenção do poder ao presidente da sua secção. Como? Angariando militantes que votarão em quem lhes indicarem.
 
Notícia actualizada às 20h47 de 16-09-2009
Confrontada pela Sábado, Manuela Ferreira Leite recusou comentários.

Sem comentários:

Enviar um comentário